Saturday, March 31, 2007

Presa

presa...
é assim que me sinto, pareço sempre presa às lembranças, ao que ERA legal, aos que faziam boa música, ao que não existe mais...
a nossa capacidade de criar heróis sumiu assim como a nossa capacidade de defini-los.
Para citar grandes frases, ou grandes feitos, nos remetemos ao passado.

As grandes bandas são todas pouco conhecidas pelas massas... houve um dia em que grandes bandas eram conhecidas por muito e citadas por quem ouvia falar.

Não temos um novo Mahatma Gandhi, não temos um Einstein... podem existir, enclausurados com medo desse mundo louco que não nos deixa respirar... torna a nossa existência pouco criativa e difícil de se viver.

Como existem poucos pensadores, precisamos da efervescência dos que tem coragem de expor... de se expor... e hoje se perdeu a coragem pra se dizer o que pensa, e até mesmo o que não se pensa...

Nossa vida, o mundo se tornou tão efêmero que eu temo ter de desaparecer no mesmo buraco negro do qual eu vim...

eu adoraria pensar.

p.s.: toda vez que eu venho atualizar eu preciso trocar a senha por ter esquecido a anterior...
há há há

Tuesday, December 05, 2006

E agora?

00:35 h de terça para quarta-feira... bem no meio da semana e me dou ao luxo de perder o sono, serei um zumbi o resto da semana... mas acho perdoável, foi o aniversário de uma graaaaAAAANNNNddddeee amiga... e de acordo com o Bernardinho (aquele que nasceu dirigindo seleção de vôlei), dormir é perder tempo... também conheço outra pessoa que compartilha da idéia...
enfim... tô catando o sono aqui na internet.

vamos às divagações.

visualize:

Eu no ônibus.
07:30 h da manhã. Não tô com sono não, estou apenas a observar.
Entrou uma senhora e ela sentou em um lugar oposto ao meu, e ela chorava copiosamente.
Deu uma vontade enorme de ir lá abraçar, mas temendo a reação da moça, me retive. Fiquei quietinha, pedindo a Deus que a ajudasse da forma que fosse.

Se todo mundo viesse com manual de instrução, ou então com uma plaquinha do extrato diário, seria tão mais fácil! Eu entenderia os homens... já imaginou, ein ein?
E os chefes então? imagino que seriam menos temidos, para o seu pavor... eles querem mesmo é ser temidos.

Mas o que importa é que amanhã eu vou chegar atrasada. E morrendo de medo.
\o

Saturday, December 02, 2006

Você é querido e especial!

O título é pra você sim, e não tem muito haver com o post...

Raios e Relâmpagos são fascinantes... nuvens carregadas, e o sol morrendo lá no horizonte, tentando a todo custo manter seu espaço, sua luz, assim como nós, sobrevivendo e tentando deixar a nossa luz acesa, ainda que na escuridão.
Foi assim o fim da tarde. Não senti medo dos relâmpagos. Nem das nuvens espessas. É lindo, é fascinante.
E a chuva a cair?
E Deus me fazendo carinho através dela?
é como transpassar cada gota d'água, é uma viagem de baixo pra cima, é querer agarrar cada gota, como se fossem marcas numa montanha que possa me levar ao céu, é chegar bem pertinho do céu...
Ela me tirou o sono. Já se passam mais de 3 horas que tive a maravilhosa sensação do carinho da chuva, e estou sem sono. Pensando nela. Pensando em como ela me prende. Em como ela me fascina e como eu sou incapaz de detê-la e prendê-la no meu bolso.
Ah... e como sou livre.
Para ficar com ela, eu me livro de tudo: bolsa, salto, base de maquiagem, escova no cabelo, celular e qualquer coisa que possa atrapalhar nosso beijo, nosso abraço.
E ela ir embora é uma dor. A escuridão levou tudo, principalmente as cores. E que cores!
De superficial não tem nada. Atravessa cada poro, tira a sujeira entranhada. A sujeira da mente e a da alma.

Tuesday, November 21, 2006

Igualzinho....

Ontem eu resolvi ir a aula.
Acontece que liberaram para um congresso.
Não lembro direito, mas era algo do tipo, “O estado que temos e o estado que queremos”.
Havia gente importante lá.
Até o cara que fundou o curso.
Jornalismo é o curso.
O curso tem algumas falhas até hoje.
Falhas graves.
Prestei atenção um pouquinho.
Bem na hora em que disseram: “queremos um estado mais justo, que busque a igualdade entre todos”.
Daí eu ri.
Ri e levantei.
Deixei que eles resolvessem os problemas pra mim, sabia que quando acordasse eu sentiria a igualdade no ar.
Acho que foi assim na Revolução Francesa.
Tenho essa nítida impressão.
Acontece que eu acordei.
E foi tudo igual.
Aaahhh sim!!!!
Viu só? Eles resolveram!
E que venham a liberdade e a fraternidade!!!!

Monday, November 20, 2006

Se não é obesidade... é anorexia...

Waaaawwww
Uma menina morreu em decorrência da anorexia...

Se eu fosse mais fraquinha dos miolos, teria acontecido o mesmo comigo há uns 6 anos.
Primeiro que todas as minhas tias, primas e mulheres da família só não só mais bonitas por falta de altura, ou de peso mesmo... o que importa é que elas são magras, lindas, loiras (lisas), com exceção da minha única tia que foi miss, ela é linda, magra, e morena jambo, lisa também. Segundo,que eu ouvia todo dia que eu era fofinha, gordinha, que tava muito gorda, até o dia que minha mãe falou que eu tava mais gorda que a mulher do meu pai, ela tava bem gordinha... eu mais ainda. E terceiro que... o problema que mais atinge às mulheres, não é anorexia... mas sim, a falta de homens, e homens não sentem atração por gordinhas de jeito nenhum.
Pois bem... voltando ao episódio que eu tava mais gorda que a mulher do meu pai... eu fechei a boca, passei quase um mês sem comer coisa boa, só comia bobagem... emagreci, isso eu consegui... consegui também ficar fraquinha, fraquinha. Levei uma bolada jogando basquete na educação física, e até hoje quando eu beijo na boca (quando eu consigo arranjar um namorado que goste de mulher gordinha) a mandíbula dá um estalinho.
Sabe... não sei o que me faria parar de comer de novo, além da preguiça de cozinhar,é lógico... não é bem preguiça, é que sempre tem alguma coisa mais interessante pra fazer que cozinhar...
O mais cômico dessa história toda, é que estamos no país em que o bonito mesmo é a mulher com curvas, e tudo mais... ora... a Taty Quebra Barraco não é fofinha? E ela não vive declarando que ‘pega geral’? Então?!?
Eles querem mudar no Brasil, um problema que só é problema em outros países.
Ah sim... vou fazer uma máquina que transcenda tempo e espaço, vou poder ir pra outra cidade, pegar uma certa pessoa pra levar pra outro tempo, direto pra idade média, quando o bonito mesmo era ser bem gordinha...
E até a próxima semana... se eu não morrer em decorrência da obesidade!

:)

Saturday, October 14, 2006

E você, como é?

Você, de fato, preza pela diferença?

pense bem... quantos assistiram aos mesmo programas a que você assistiu?
quantos compram na mesma loja que tu compra?
quantos gostam das músicas do teu playlist?

quantos gostam de você?

Friday, September 29, 2006

slide away

Musiquinha que tô ouvindo agora...

E até organizar meus pensamentos vai demorar mais... já tá tocando até radiohead...

Organizar pensamentos... tem sido meu grande problema... como já dizia alguém, algum amigo, eu acho que é meu pai (o biológico)... "minha filha... não dá pra abarcar o mundo com as pernas"...

Realmente... vc se rasga... com o perdão da palavra...

E por isso, me dá vontade de desistir de certas coisas, mas até eu desistir... eu já tô pensando em outra coisa, e já me apeguei a coisa anterior, e aí eu não largo nem a coisa mais recente, nem a mais antiga.

E sim... como você deve estar pensando... eu ainda não sei o que é esse blog... não é um diário (isso que relatei é uma coisa que se alonga por toda vida, não é um questionamento do dia de hoje), não é jornalístico... e na verdade...

eu não sei nem escrever \o

abraços!